Página inicial / e-Sports / ‘Rainbow Six’: conversamos com a ‘CherryGumms’ líder do Black Dragons

‘Rainbow Six’: conversamos com a ‘CherryGumms’ líder do Black Dragons

12933079_770265686437743_3939817211879251773_n

O portal X5TV conversou com Nicolle ”CherryGumms” Merhy, líder e capitã da’Black Dragons’, equipe que está participando da Brazil Gaming League de Rainbow Six Siege. Na entrevista conversamos um pouco mais sobre a fase da equipe e projetos futuros.

X5TV: Como e quando surgiu a ideia de criar um time?

Nicolle: O Black Dragons é um time muito antigo, surgiu em 1997. Em 2014 no jogo Quakelive, eu tive a oportunidade de entrar no clã, que inicialmente era de FAST FPS. No final de 2015 para 2016, tivemos a ideia de migrar o clã para o Rainbow Six Siege, junto com os parceiros do Quake. Foi assim que entramos no jogo, vimos que estávamos indo bem e, portanto, começamos o nosso sonho de criar um time de e-sports profissional, contratando jogadores e unindo amigos.

X5TV: Qual a relação entre você e os jogadores da equipe?

Nicolle: Por ser um clã que foi inicialmente criado por amigos, a minha relação é de amizade total. Desde 2014, quando eu entrei no clã, eu conheci muita gente e posso dizer que todas as pessoas que participam, mesmo quem não jogo mais, são muito amigos. Conversamos todos os dias, eu realmente me apeguei tanto a essas pessoas que agora fazem parte do meu cotidiano, e até mesmo da minha vida. Muitos que eu conheci no clã, principalmente na época do Quakelive, são pessoas que eu tenho com muito carinho.

X5TV: Rainbow Six é um jogo relativamente novo, como vocês se juntaram e decidiram participar da BGL?

Nicolle: Nós, inicialmente, sempre jogávamos todos os tipos de jogos, mas nunca tivemos a ideia de nos profissionalizar. Pelo Quakelive ter perdido bastante comunidade, procuramos um jogo que fosse divertido e que pudesse reunir todos, e achamos o Rainbow Six Siege a melhor opção. Migramos para o jogo e começamos a jogar todos os dias. Com isso, criamos muitas amizades, e o sonho de criar um time profissional tava a cada dia mais perto. Vários campeonatos saíram e nós começamos, inicialmente, brincando com a ideia de competição. Vimos que nosso resultado começou a ser bem grande e começamos a nos inscrever nos maiores campeonatos, inclusive a BGL.

X5TV: Como é controlar o emocional da equipe na derrota e principalmente na vitória?

Nicolle: Então, por ser a líder do clã, as vezes tenho que ter o pulso firme de tomar decisões quando são necessárias. O pior momento é na derrota, quando o time todo fica triste e desanimado, assim como eu também fico. É um momento muito ruim, porque, por mais que você esteja triste, você não pode transparecer isso para os seus parceiros, já que está na função de incentivar, e mostrar fraqueza só faz com que o time piore. Mesmo durante os jogos, o incentivo é essencial para a partida. Elogiar que um jogador fez um lance bonito é muito bom, porque faz com que ele se sinta importante no time e essencial na vitória. Nas partidas ganhas, eu acho que tem que ser maior ainda o controle, porque se ficarmos com a ideia de que estamos ganhando e somos bons, vamos entrar na partida jogando de qualquer maneira e podemos não ter um resultado tão bom. O emocional é a parte mais importante do jogo, mais ainda que a jogabilidade dos jogadores.

X5TV: Qual a projeção da Black Dragons? Pretendem ficar só no Rainbow Six? Ou migrar para outros jogos?

Nicolle: Pretendemos criar um time para entrar com força no cenário. Por sermos um time que ainda é pequeno, conseguir incentivo e forças para seguir é bem difícil, ainda mais com grandes equipes no cenário. Estamos apostando muito no nosso time, e os nossos resultados estão aí para provar que viemos com força e viemos para ficar. Temos times em vários outros jogos, como no CS:GO, mas é essencial focarmos num resultado positivo no Rainbow Six Siege, que é atualmente, a nossa prioridade.

 

Deixe sua opinião

Sobre Victor 'Cebratelli' Hugo

Victor 'Cebratelli' Hugo
23 anos, Paulista, lolzinho. Jogo vídeo-games desde que me conheço por gente, e minha infância teve muito Mario e Sonic :).

Veja também

“NuckleDu” é o campeão da Capcom Cup 2016; brasileiro é eliminado no início da competição

O jogador norte-americano, Du “NuckleDu” Dang foi o campeão da Capcom Cup 2016, a final ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *