sexta-feira , janeiro 1 2016
Página inicial / Notícias / Possível falta de entrosamento elimina Brasil da busca pelo International Wildcard All-Star de League of Legends

Possível falta de entrosamento elimina Brasil da busca pelo International Wildcard All-Star de League of Legends

kami-brtt-cblol-final-riotgames2
(Foto: Riot Games)

O “time dos sonhos” de League of Legends, formado apenas por estrelas das equipes nacionais, se despede hoje da corrida pelo título do International Wildcard All-Star após perder de 16×0 para a Turquia. O torneio vale uma vaga para a etapa final, nos Estados Unidos.

A equipe vinha com a vitória contra América Latina e Japão, trazendo uma boa campanha e se aproximando do sonho brasileiro de classificação.
Porém, o segundo dia foi mais amargo. A vitória por parte dos turcos foi o golpe de misericórdia e desclassificou o Brasil que, com três vitórias e três derrotas, empatado com o Sudeste Asiático e a América Latina, mantém a quinta colocação.

A equipe brasileira (CBLOL) era composta por Pedro “LEP” Marcari (Top – KaBuM! Orange), Gabriel “Revolta” Henud (Jungle – INTZ), Gabriel “Kami” Santos (mid da paiN Gaming), Felipe “brTT” Gonçalves (Ad Carry – paiN Gaming) e Caio “Loop” Almeida (support – INTZ), além de Leonardo “Alocs” Belo (reserva).
Com exceção de Kami e brTT, e Revolta e Loop, os jogadores, apesar de excelentes individualmente, não estavam habituados a jogarem juntos pela mesma equipe, ao menos não recentemente, e essa possível falta de entrosamento pode ter sido fator crucial para a derrota.
Realizado na Austrália e com duas modalidades (5×5 e 1×1), a seleção com mais pontos se classifica para o All-Star nos Estados Unidos.

Respectivamente, segue a colocação, time, região, jogos, vitórias e derrotas:

1 – turquia-allstar Turquia – 6, 5, 1
2 – cis-allstar CEI – 6, 4, 2
3 – latam-allstar América Latina – 6, 3, 3
3 – GPL-allstar Sudeste asiático – 6, 3, 3
5 – brazil-allstar Brasil – 6, 3, 3
6 – japao-allstar Japão – 6, 2, 4
7 – oceania-allstar Oceania – 6, 1, 5

O All-Star de League of Legends, campeonato comemorativo que encerrará a temporada competitiva, contará também com as seleções formadas por jogadores de LCS North America (América do Norte), LCS Europe (Europa), LCK (Coreia do Sul), LPL (China) e LMS (Taiwan/Hong Kong/Macao).

allstar_iwc_dia1
(Foto: br.leagueoflegends.com )

 

Deixe sua opinião

Sobre Nyvi Estephan

Nyvi Estephan
Apresentadora em MAX5, Gamewise e X5TV, e Coordenadora de conteúdo.

Veja também

QINC0SVSDEPE1450200043296

‘Diablo 3’: Patch 2.4.0 trás novos conjuntos e novos desafios

  A Produtora Blizzard mostrou a prévia do novo Patch que chegará a Diablo 3. O Patch ...

3 Comentários

  1. Primeiro que já começou errado, no “time dos sonhos” o LEP não se enquadra, ele só ganhou na votação porque ele tem treta com o Brtt e a comunidade queria ver ele la só pelo hu3, segundo que o Brtt também só foi escolhido por ter uma fan-base alta e por voltar do mundial, terceiro que o estilo de jogo do revolta e loop n encaixa com o do Kami e Brtt, tanto que a maior parte dos ganks foram no Top, elo mais fraco do time, pois era ali o problema, quando tentaram encaixar com o kami de Twisted fate, o kami nunca pegava a kill, pois o revolta tem um modo de jogo agressivo e o kami é bem mais passivo, ou seja de longe era o time dos sonhos, foram escolhidos pela comunidade e a mesma errou por querer ver tretas no cenário, e agora reclamam do time como se eles não tivessem parte da culpa nisso.

    • Não adianta dizer que o Lep não jogou bem, na verdade eu e muitas pessoas se surpreendeu com a participação dele no torneio, na real ele jogou bem. Não sei porque os jogadores amam o Brtt, pra mim Micao e esa são os melhores atiradores do Brasil, e podia ser substituído por um deles. Claro que seria melhor pro time um Robo ou o Yang no top, fechando com o Revolta na Selva (que atuou bem), Kami meio e Alocs ou Dioud suporte.

  2. É engraçado falar tanto que o “LEP” é o culpado, por que a grande maioria do time jogou super mal,realmente falta de entrosamento era nítida e ate por que não falta de respeito, sim falta de respeito, por que isso que faltou quando o Revolta deu aquela entrevista no primeiro dia desmerecendo companheiro de equipe, falta de maturidade também por que eles deveriam ter se unido, e foi notável que o rendimento caiu demais daquela entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *